MAZDA

A marca japonesa Mazda foi fundada em 1920 por Jyujiro Matsuda, inicialmente com o nome de Toyo Cork Kogyo Co.. Em 1927 a marca altera o seu nome para Toyo Kogyo Co. e em 1931 começa a produzir a Mazdago, uma carrinha de três rodas.


Em 1934 nasce o primeiro logótipo da marca com o nome Mazda, o nome Mazda provém do nome de um deus antigo, Ahura Mazda. O nome da companhia só viria a ser alterado para Mazda em 1984.


Durante a II guerra Mundial a marca passou a produzir armamento para o exército japonês, ficando a espingarda Tipo 99 muito conhecida.


O primeiro automóvel Mazda a ser produzido foi o desportivo Mazda R360 coupé lançado em 1960, seguido pelo Mazda Carol em 1962.


Em 1967 a Mazda começa a exportar em larga escala para a Europa. Nesse ano é também lançado o Mazda Cosmo 110S o primeiro automóvel Mazda a receber um motor rotativo Wankel. O motor rotativo Wankel é um motor de combustão interna que recorre a um rotor ao invés de pistões. Um motor rotativo possui um peso muito menor e a mesma potência que um motor normal, mas com cilindrada inferior. A incorporação deste motor em vários modelos levou a Mazda a entrar nos anos 70 com a reputação de uma marca de alta performance.


Em 1970 a Mazda iniciou a exportação para o mercado americano.

 
Em 1972 produz o automóvel número 5 milhões.


Em 1979 a Mazda depois de um baixo volume de vendas tem a sua primeira crise financeira. Para escapar à crise a Mazda entra em acordo com a Ford, passando esta a adquirir nesse ano 25% da Mazda, vindo a aumentar para 33.4% em 1996. Nos tempos que se seguiram tanto a Ford como a Mazda lançaram modelos em conjunto, alterando o seu nome consoante o mercado. Nos anos 80 a Mazda viu o seu volume de vendas passar para um patamar muito mais elevado, graças ao apoio da Ford.


Em 1989 a Mazda lança o roadster MX-5, este modelo veio revitalizar o mercado, passando a estar disponível um roadster a preços mais acessíveis.


Em 1991 a Mazda vence as 24h de Le Mans com o Mazda 787B, passando a ser a única marca japonesa a alguma vez alcançar esse feito. O Mazda 787B recorria a um motor rotativo com 4 rotores. Depois dessa vitória a FIA baniu os motores rotativos das 24h de Le Mans.


Na década de 90 a Mazda começou novamente a ter prejuízo. As boas vendas no mercado europeu não serviam para cobrir as perdas financeiras no mercado japonês e americano. Para isso também contribuiu a constante mudança de logótipos, sendo apenas adoptado em 1997 o logótipo que vigora até aos dias de hoje.

© 2019 - 2020 Top Clássicos - Todos os direitos reservados - topclassicos@gmail.com