VOLVO

O polémico logótipo da marca sueca (que hoje é controlada pela Ford) é o símbolo da masculinidade e por esse motivo já foi muito contestado por movimentos feministas na Europa. Esse símbolo era usado pelos alquimistas para representar o metal, uma alusão que a Volvo fez à durabilidade dos seus veículos.

A marca sueca Volvo foi fundada em 1927 por Gustav Larson e Assar Gabrielsson com o apoio da SKF. A Volvo foi criada após a morte da mulher de Assar Gabrielsson num acidente de viação, ele decidiu então criar o automóvel mais seguro de sempre.


No ano da sua fundação foi lançado o Volvo OV4 com um motor de 4 cilindros com 28 cv, capaz de atingir os 90 km/h. No ano seguinte é lançado o primeiro camião Volvo, o Série 1.
 

Em 1934 a Volvo lançou o seu primeiro autocarro sob o nome B1.


Durante os primeiros anos da sua vida a Volvo obteve grande sucesso com a comercialização de camiões e autocarros, mas ao mesmo tempo apesar de se comprometer a construir os automóveis mais seguros, não deixava de ter um elevado índice de mortalidade em acidentes. Para combater essa reputação a Volvo fez uma enorme aposta em marketing e a par das várias inovações em nome da segurança, isso viria a dar frutos, pois hoje em dia a Volvo é associada à segurança.


Durante a II Guerra Mundial a Volvo voltou a sua produção para os veículos militares.


Em 1947 é lançado o Volvo PV444, um modelo de pequenas dimensões e com um baixo consumo de combustível que trazia de série vidro laminado no pára-brisas. Este modelo foi uma aposta da Volvo que teve uma boa aceitação no mercado.


Em 1956 é lançado o Volvo Amazon o primeiro automóvel a incorporar o actual sistema de três pontos do cinto de segurança.


Em 1961 é lançado o Volvo P1800 um desportivo que permaneceu durante muitos anos em concepção e que após o seu lançamento, ficou muito popular pela sua utilização na série “O Santo”. Este modelo permitiu a expansão da Volvo para o mercado Norte-americano.


Em 1968 é introduzida a nova série de automóveis recorrendo a três dígitos, a série 140.

No início o primeiro digito fazia referência à série, o segundo ao número de cilindros do motor e o terceiro ao número de portas.


Em 1975 a Volvo adquire a DAF passando a comercializar os seus automóveis sob o nome Volvo.


Em 1992 a Volvo lançou o sistema SIPS (Side Impact Protection System) que consiste na utilização de airbags laterais.


Em 1995 é lançado o Volvo S40 e em 1997 o Volvo C70, um automóvel que podia ser adquirido na versão coupé ou cabriolet. Este modelo trazia incorporado o sistema de protecção ROPS (Roll Over Protection System) que em caso de capotamento ejecta, a partir dos bancos traseiros, dois roll bars que protegem a cabeça dos ocupantes.


Em 1998 a Volvo introduziu o sistema WHIPS (Whiplash Injury Protection System) que protege o pescoço dos ocupantes em caso de embates traseiros.


Em 1999 a divisão de automóveis ligeiros de passageiros da Volvo é vendida à Ford, de forma a concentrar todos os esforços nos veículos comerciais.


Em 2004 a Volvo introduziu um sistema que detecta quando um veículo entra no ângulo morto do automóvel, avisa o condutor através de um sinal luminoso.


Em 2006 a Volvo lançou o sistema PCC (Personal Car Communicator) que informa o utilizador sobre o estado de segurança do automóvel e se existe alguém no seu interior.

Este sistema consegue monitorizar as batidas cardíacas no interior do automóvel.

© 2019 - 2020 Top Clássicos - Todos os direitos reservados - topclassicos@gmail.com